English
Travel & Tips

Venha desbravar esse paraíso que se chama Chapada dos veadeiros.

Um lugar para você aliviar toda a tensão do mundo moderno

Chapado dos veadeiros - Goiás 

Olá, minha gente! Fui convidada pra falar de viagem por aqui! Quer coisa melhor? Escolhi para a coluna de hoje minha queridinha do momento: Chapada dos Veadeiros, com sua infinidade de lugares a serem explorados. Se você adora um contato mais intenso com a natureza, trilhas, cachoeiras e um cantinho para meditar, esse é o seu lugar!

 

Cachoeira das Cariocas

Para chegar é fácil, apenas 3h de carro do aeroporto de Brasília, que possui voo direto para a maioria das capitais brasileiras e encontra-se ótimos valores. Devido à proximidade da capital acaba sendo aquela fugidinha no final de semana e feriado prolongados pro povo de Brasília, mas se não tem jeito e você só tem essas datas, dê preferência para feriados que não abrangem Brasília.

E onde é melhor ficar? A Chapada possui três bases: Alto Paraíso, São Jorge e Cavalcante. Alto Paraíso é a mais próxima de Brasília e a mais estruturada, escolhi ficar em São Jorge, que fica há mais 30 minutos de carro, menor, mais charmosa e, claro, com menos estrutura. Em São Jorge você vai encontrar pousadas mais simples, mas super aconchegantes. Recomendo muito a que eu fiquei: Pousada Flor de Débora.

A minha surpresa foi a cidade de Cavalcante, que fica a 1h de carro de Alto Paraíso, é onde fica a tão disputada Cachoeira Santa Bárbara. Em Cavalcante existe um outro mundo de cachoeiras, bem menos conhecidas que as de Alto Paraíso e São Jorge. Quando eu voltar, porque voltarei sem dúvidas, minha escolha será por Cavalcante, pra conhecer mais essa região. Mas se a sua ideia é usar como base para visitar também São Jorge e Alto Paraíso, não compensa porque fica distante.

O que visitar? Meu TOP3: Parque Nacional Chapada dos Veadeiros, Cataratas dos Couros e Cachoeira Santa Bárbara. Parque Nacional é parada obrigatória, né? Patrimônio Mundial Natural da UNESCO e preservado pelo Instituto Chico Mendes, natureza como deve ser. Nós optamos por fazer no parque a Trilha dos Cânions e a Cachoeira das Cariocas, por ter a opção de mergulho, são 12km ida e volta. Parece muito pra quem não está acostumado com trilhas, mas você faz ao longo de um dia inteiro, com várias paradas, então não fica pesado. A outra opção seria a Trilha dos Saltos que é mais contemplativa, e para os ainda mais aventureiros tem a Travessia das Sete Quedas que dura de 2 a 3 dias, sempre importante consultar o parque sobre as condições da trilha de sua escolha. E como parte da preservação, existe um limite de pessoas diário por trilho, chegue cedo!

 

Trilha dos Cânions

A Cataratas dos Couros na verdade é um circuito de várias cachoeiras surreais, de uma força incrível. E sim, logo eu que gosto de ser a diferentona, me rendi à queridinha do instagram e fiz muitas foto, não me arrependo.

A Cachoeira de Santa Bárbara é de território quilombola, mais preservado ainda que o Parque Nacional, acesso mais restrito, então acorde ainda mais cedo. Foi a mais de difícil acesso, é distante e a estrada é péssima,  teve pau de arara e caminhada longa num descampado embaixo do sol, mas valeu cada esforço. Pouco lugares da Chapada tem essa água esmeralda.

 

   

Cachoeira Sabra Barbara - Cavalcante                                                                                            

Por fim, quando ir? Gente, época de chuvas é quando as cachoeiras estão mais cheias e vegetação mais verde, mas claro, que uma chuva muito forte pode estragar o seu passeio. Fui na época de chuvas, tive que terminar alguns passeios mais cedo por conta da chuva, mas não atrapalhou. Muito cuidado com trombas d’água, se você não tem experiência, vá com guia! Você é o maior responsável pela sua segurança, é que eles sempre dizem por lá.

 

 Almécegas 1000

 

E por favor, quem vier da cidade grande apenas em busca de uma foto para redes sociais, lembrem-se que a chapada também é um bom para se encontrar . Aproveitem.