English Spanish

 

O turismo ecológico ou o ecoturismo vem ganhando muita força de uns tempos pra cá, as UCs (unidades de conservação) se tornaram parte de nossa rotina.

Por isso separei 6 lugares para você conhecer na cidade maravilhosa:

1 - Mirante Dona Marta

Um dos mais bonitos mirantes da Cidade do Rio de Janeiro, ele fica situado em um local privilegiado que faz com que de lá você tenha uma vista em 360 graus dos mais famosos pontos turísticos da cidade maravilhosa.

O mirante faz parte de Santa Tereza.

 

 

2 - Praia do Perigoso 

Uma das praias mais bonitas do Rio, fica situada em Barra de Guaratiba, Zona Oeste da cidade.

Para chegar até a praia só tem duas formas: barco ou fazer uma trilha de aproximadamente 50 minutos.

Além da gente te levar lá, ainda tem a possibilidade de fazer um rapel de mais de 45 M de altura.

 

3 - Morro Dois irmãos

Essa trilha tem que ser a primeira trilha de todo mundo!

Ela fica entre São Conrado e Leblon à beira mar, além de ter uma visão de uma boa parte de uma das orlas mais bonitas do mundo e estar no único lugar do Rio que você vê a Lagoa Rodrigo de Freitas em forma de coração, você pode iniciar a prática do rapel, pois esse é um dos que tem um dos níveis mais fáceis. 

 

4 - Cachoeira do Mendanha

Sem dúvida a melhor cachoeira da cidade!!

Além da grande quantidade de poços excelentes para o banho e a recreação, ainda conta com uma variedade gigante de fauna e flora.

Ela fica localizada em Campo Grande, próxima a Av Brasil. 

Ps: como somos especializados em rapel, não podia faltar uma opção dentro da água, ou seja, na Cachoeira do Mendanha também tem rapel e com um volume incrível de água.

 

 

5 - Circuito das Grutas

Essa poucos Conhecem!

Uma das trilhas mais tranquilas de se fazer no Rio, pois além de não ser muito extensa, ela não tem altos níveis de inclinação.

O acesso  é via Alto da Boa Vista, um das principais entradas do PNT( Parque Nacional da Tijuca).

As melhores grutas para visitação são Belmiro, Major Archer e Morcegos por conta dos tamanhos e beleza.

Essa trilha é uma das mais surpreendentes do Rio, a visitação a essas grutas te fazem ver que a Cidade Maravilhosa é muito mais que um clichê turístico.

Os Nomes de algumas das grutas são homenagens a pessoas que foram essenciais para o reflorestamento do Parque da Tijuca, iniciativa que partiu de Dom Pedro II (segundo imperador do Brasil) que viu a necessidade de um intervenção por conta da diminuição do fluxo de água das nascentes do Parque. Além das grutas, vale a pena também passar em umas cachoeiras que ficam próximas ao circuito.

 

6 -Ilhas Tijucas

Esse passeio é a sensação do verão!

Pequeno arquipélago entre as orlas de São Conrado e Barra da Tijuca, fica a aproximadamente 2 Km da saída do canal da Barra, podendo ser feita de barco ou SUP.

Lá a vida marinha é abundante, por isso  tratamos esse arquipélago com muito respeito e carinho.

 

 

Já ouviu falar na Pedra da Gávea? Imagino que sim!

Algumas coisas que deve ter ouvido:

‘’A Pedra da Gávea é muito difícil!’’

Sim, ela é! 

‘’Nunca mais volto na Pedra da Gávea!!’’

Muitos dizem isso, mas depois acabam indo para conquistas ainda maiores.

'' Não vou nem falar na Carrasqueira para não te assustar.''

Essa você deve escutar muito!

‘’ Minha água acabou antes de chegar no topo!’’.

Acontece nas melhores famílias haha.

Brincadeiras à parte, realmente essa trilha é desafiadora e um pouco mais de preparo e planejamento nunca é demais.

 

Segue algumas informações técnicas para não passar perrengue:

  • Em primeiro lugar, ela não é tão longa, tem pouco mais de 3.500 metros de extensão, mas por começar próximo ao nível do mar e ter essa distância, ela se torna muito íngreme e cansativa pelo esforço constante.
  • É indispensável levar bastante água e lanches ricos em energia, como frutas, barras de cereal  e sanduíches, se possível levar também um isotônico por conta da perda de sais.
  • Se não tiver experiência com escalada, recomendamos  ir com um guia experiente e que faça uso de equipamentos de segurança por conta da carrasqueira, um dos pontos mais perigosos da trilha. 
  • Use roupas e calçados adequados, como blusas com proteção UV ou algum tecido leve e que ajude a transpiração, bermuda ou calça de algum tecido leve também, os calçados  devem ser preferencialmente botas com cano longo ou tênis antiderrapantes.
  • Não esqueça o filtro solar e repelente de insetos, pois além de você está em uma zona tropical, que por sua vez é perfeita para a proliferação de insetos, estamos no Rio de Janeiro, onde o sol não tira férias.

 

Tempo médio de caminhada: 2 h 30 min ( só ida)

Altitude máxima: 842 metros

Grau de dificuldade: pesada com escalada

Horário de visitação: 8 h às 17 h (até às 18 h no verão)

Camping: não é permitido acampar no Parque Nacional da Tijuca

Taxa de entrada: gratuita

Reserve agora!